Pesquisar
A Seguir

Notícias de Destaque / Notícias de Última Hora

O Céu está Ajudando a Ucrânia na Guerra Entre o Bem e o Mal

2022-03-13
Detalhes
Download Docx
Leia Mais

Host: No sábado, 12 de março de 2022, nossa Mais Amada Suprema Mestra Ching Hai gentilmente tirou um tempo para responder perguntas dos membros da equipe da Supreme Master Television sobre a angustiante guerra na Ucrânia, e como os corajosos ucranianos estão defendendo corajosamente sua pátria, apesar da ajuda mínima do fora. Mestra compartilhou Suas percepções sobre como esta é uma batalha entre as forças do bem e do mal, e que Ela está usando todos os meios pacíficos disponíveis, incluindo Supreme Master Television, para ajudar a Ucrânia em sua luta contra a injustiça. Mestra também abordou por que certos indivíduos negativos não contraem o COVID.

(Mestra, por que pessoas más como Biden, Pelosi e P Francis não pegam COVID?) Oh, tal nível negativo? (Sim.)

Porque, eles irão para o inferno. E os pacientes de COVID, quando morrem, vão para o Céu. (Oh. Entendo.) Essa é a minha condição com eles. (Certo, sim.) Se eles arrependerem, mesmo que não se recuperarão, eles irão para o Céu. (Entendo. Sim, Mestra.) E essa é a condição. (Sim, Mestra.) Então, a equipe do COVID, eles sabem disso. Aqueles cujo nível é negativo, como eu disse antes, não os infectarão. Porque se eles os infectarem, eles têm a chance de ir para o Céu. (Sim.)

Porque os pacientes com COVID, eles pagam sua dívida com esse sofrimento. (Oh.) Claro, nem todos pagam a mesma quantia. (Sim.) Então, alguns ficam muito pesados, ou morrem. Alguns têm leve ou longo prazo. Depende do carma deles também. (Entendo, Mestra.) E o consumidor de carne; quanto e qual atitude em relação ao povo-animal, e tudo isso. (Sim, Mestra.)

Porque eu disse ao Céu, “Essas pessoas, embora comam carne, seus corações não são maus. Eles não estão intencionalmente querendo machucar o povo-animal. Eles simplesmente vão com o fluxo. Eles não sabiam nada melhor.” (Certo. Sim.) Embora existam tantos filmes e tudo isso, mas é apenas um hábito enraizado neles. Eles não têm uma tendência perversa. Então, se eles se arrependerem, eles mudarem seu modo de vida, ou se eles morrerem, em uma condição de sofrimento tão pesado, então apenas perdoe-os. Eles têm um Céu inferior esperando por eles. (Sim, Mestra.) Então, não se preocupe muito com eles.

Os outros, não pegam COVID, mas pegam outras coisas no inferno. (Sim.) Eles não vão se safar. E a pena é muito pesada lá embaixo. (Certo.) O sofrimento é interminável e profundo, tão agonizantemente doloroso. (Entendo, Mestra.)

Os pacientes de COVID, quando morrem, já pagaram sua dívida, até certo ponto. (Ok, sim.) Além disso, em uma situação tão agonizante, eles sempre oram, mesmo que nunca tenham orado antes. Eles clamariam a Deus e ao Céu para perdoá-los, e eles realmente se arrependeram. Então eles podem ir para o Céu. A maioria deles podem. (Sim.) Se eles morrerem nessa situação, nesse tipo de condição, nesse tipo de estado mental. (Sim, Mestra.)

E aquelas entidades que venderam suas almas ao diabo, não podem ser mudadas. Aqueles que são ignorantes e cometeram pecado, podem ser mudados. […]

Muitos pecadores são diferentes daqueles que venderam suas almas. E então eles estarão trabalhando para sempre sob a ordem do negativo, para vir ao planeta, ou a qualquer planeta, para causar problemas, causar guerra, causar derramamento de sangue, causar uma situação caótica no mundo. E então recrutar mais pessoas que são vulneráveis, para vender para eles. (Oh, uau.) E então, é isso que eles querem. Eles querem expandir sua população. (Sim.) Sua força de trabalho, e seu poder. (Está certo.) Então eles continuam fazendo isso.

Semelhante à Rússia agora, simplesmente não tem razão alguma para entrar e matar pessoas assim. (Sim.) Isso está sob a influência do poder negativo ruim, força negativa. E Putin está abrigando isso, (Sim, Mestra.) abrigando uma parte desse poder negativo. E então as pessoas também o ouvem porque ele deveria ser o líder, e ele tem feito algo assim-chamado de bom para o país. […]

Então Putin foi assim-chamado de ajudar seu país, mas foi tudo ação do ego. E mesmo isso não é nada para compensar o que ele está fazendo agora. (Entendo.) Ele está matando seu povo, (Certo. Sim.) enviando-os para outro país para fazer guerra por nada. (Sim, isso mesmo.) Do nada, de nenhuma desculpa. (Sim.) E então matar a reputação de seu país agora, também. (Sim, Mestra.)

E se toda a comunidade internacional decidir de alguma forma, se envolver agora ou mais tarde, então a Rússia estará acabada. (Sim. Isso é verdade. Uau.) As pessoas vão morrer. Assim como o que ele está fazendo agora na Ucrânia. (Uau.) Claro, não? Se a guerra irromper em uma escala maior, então isso se torna uma guerra mundial, e então todo mundo morre a qualquer hora, em qualquer lugar, você nunca sabe. (Sim, com certeza. Isso é verdade.) Não há cronograma. […]

A Rússia está na ONU, mas não tem nada a ver com a ONU. (Sim.) Não é bom. Não é bom. E então apenas causando derramamento de sangue assim. E enquanto a Ucrânia era a boa, tentando ajudar a OTAN, ajudar em qualquer lugar possível – e então, aquele que se beneficiou, aquele que eles seguem, se vira e os trai. (Sim, isso mesmo.) Isso é muito, muito triste. […]

Mais alguma coisa do seu grupo? (Mestra, por que a Mestra continua expressando apoio à Ucrânia apesar de ter que arcar com as consequências cármicas?)

Porque eu não suporto isso! Se você está com dor, você fala, você grita, você expressa sua angústia. (Sim, você faz isso.) Sinto tanta dor quanto as pessoas na Ucrânia. É injustiça. É inexplicável. Isso não é provocado. (Sim, Mestra.) É uma guerra não provocada. Eles não fizeram nada de errado com a Rússia. A Rússia simplesmente entra e os pune por nada. (Sim, Mestra.) Eles nem foram oficialmente aceitos pela OTAN (Isso mesmo.) ou pela UE. Só agora a guerra chegou e eles se apressaram, pedindo mais ajuda. (Sim.) Tipo, apoiando-se no irmão maior? (Isso mesmo.) Claro, você faz isso quando está com problemas. Você vai e procura um garoto mais forte, um cara forte para te proteger. (Sim, você faria isso. Verdade.) É um instinto normal. (Certo.) Isso é injustiça. (Sim, Mestra.) Eles não são dois países do mesmo tamanho. Por que a Rússia não escolhe seu próprio tamanho? (Certo.)

Eu já lhe disse, porque a Ucrânia é tão pequena comparada àquela grande Rússia. (Sim. Certo.) Não acho que isso seja certo. E a dor do sofrimento das pessoas. Eu odeio injustiça. Isso é o que é também. (Sim, Mestra.) […]

Eu sou uma cidadã do mundo. (Sim. Sim, Mestra.) Além de ser uma professora espiritual. (Sim, Mestra.) Eu faço minha parte. (Certo. Sim, Mestra.) Em Âu Lạc (Vietnã) dizemos, “Quốc gia hưng vong thất phu hữu trách,” que significa que quando sua nação está em apuros, por exemplo na guerra, (Sim.) até um idiota tem um responsabilidade de defendê-lo. (Sim, Mestra.) Eu não considero, eu deveria apenas defender minha nação se eu puder. (Entendo, Mestra. Sim, verdade.)

Considero o mundo inteiro como minha nação. (Sim, Mestra.) Como cidadão do mundo, Tenho alguma responsabilidade nisso. (Sim. Sim, Mestra.) Todos os países me ajudaram de alguma forma a crescer fisicamente, mentalmente, emocionalmente, educacionalmente. (Sim, Mestra.) Todos dependemos uns dos outros para viver. (Sim, nós dependemos.) Como você come arroz da Tailândia, você tem farinha de pão da França, por exemplo assim. (Sim, Mestra.) […] E eles contribuem para a prosperidade, bem-estar de todas as pessoas do mundo. Então, eu me sinto mesmo como cidadã do mundo, tenho que fazer alguma parte sempre que posso. (Sim, Mestra. Sim.) Eu não estive envolvida só agora; você já viu isso muitas vezes, eu defendo. (Sim, Mestra. Você defende, Mestra.) Eu defendi antes. Eu dei mérito espiritual até mesmo para a Rússia. (Certo.) Há muito tempo, para a Síria e tudo isso. Lembra? (Sim, Mestra.) E mesmo que às vezes eu não fale, oro em silêncio, e peço ao Céu que ajude quem precisa de ajuda. E eu até defendo as pessoas-animais. (Sim. Com certeza.) Eu não defendo apenas a Ucrânia.

Ucranianos são humanos, assim como eu. Eles são meus irmãos e irmãs no reino físico. (Sim, Mestra.) Não posso simplesmente não dizer nada, quando vejo a injustiça e o sofrimento de pessoas inocentes e crianças assim. (Sim.) Você também não sente a dor deles? (Sim, com certeza, Mestra.) Eles estão clamando ao Céu porque são inocentes. (Certo.) E mesmo que eles queiram fugir, eles os bombardeiam. (Certo. Sim.) Sob a vigilância total da comunidade internacional. (Sim. Indescritível.) Como eu poderia ficar quieta? (Certo, Mestra.) Como eu poderia não tentar falar por eles? Nós temos um (canal) televisão. (Sim.) Esse é um meio que temos. (Sim, Mestra.)

Nós não saímos, porque fazemos o voto de não matar. (Certo. Sim, Mestra.) Mas podemos usar qualquer meio que tenhamos para ajudá-los. (Sim. É verdade, Mestra.) Não é apenas a Ucrânia. Se qualquer outro país, em situação semelhante, faríamos o mesmo. (Sim. Sim, Mestra) Agora que temos a voz. (Certo. Sim.) Eles morrem em silêncio. Eles não podem nem contar a ninguém. Temos que contar. (Sim, Mestra.) Temos que dar voz à sua angústia. Temos que ser o meio para ajudar o mundo a manter a paz, preservar a paz e a harmonia entre as nações. Não usar violência, mesmo quando é desnecessária. (Certo, Mestra.) Isso é injustiça. Isso não é justo. Não se trata apenas da guerra entre a Rússia e a Ucrânia.

Na verdade, é apenas a guerra da Rússia, não da Ucrânia. A Ucrânia foi apenas uma vítima. Ainda é uma vítima. (Isso mesmo, Mestra.) Eles simplesmente pularam para dentro e os mataram assim. Não provocado. (Sim, Mestra. Isso é verdade.) Mesmo que a comunidade internacional ou a União Européia ou a OTAN tenham feito algo que é assim-chamado de ameaça à Rússia, não é parte da Ucrânia. A Ucrânia não fez nada. (Certo. Isso é verdade.) Então, isso é realmente, realmente mau até o núcleo (Sim, é. Sim.).

Não posso simplesmente não dizer nada. Esse é o único meio físico que tenho. (Certo, Mestra. Sim, Mestra.) Então, carma ou não carma, terei que dizer. Eu disse a você, se não o fizesse, sentiria nojo de mim mesma. Eu me desprezaria como uma covarde. (Entendo. Sim, Mestra.)

Como eu lhes disse, sou uma cidadã do mundo e estou fazendo a minha parte, seja qual for a parte pequena e humilde, porque você não pode simplesmente fechar os olhos, ou dormir e comer bem e não se importar com outras pessoas que sofrem, quando eles são seus co-cidadãos do mundo. Como você disse, apesar das consequências cármicas, eu sabia de tudo isso, mas ainda tenho que fazer isso. É o preço a pagar (Sim, Mestra.) por fazer a coisa certa, por ser um ser humano consciencioso. Mesmo o simples soldado, ele sabe de antemão que, se for para a batalha, ele poderá morrer. (Sim.) Ou sofrer, por ferimentos, ou ser ferido, ou talvez perder suas pernas, até o braço, mas ele está disposto a fazê-lo. (Isso mesmo.) O mesmo comigo. Estou disposta. Só odeio não poder fazer mais. É o mínimo que posso fazer. (Sim, Mestra.) Então eu não me importo.

Então não se preocupe comigo. Eu não vim a este mundo apenas para viver confortavelmente ou no luxo ou sempre ser servido ou ser chamada de “Mestra isso,” “Mestra aquilo.” Vim aqui para trabalhar, ajudar as pessoas, ajudar o planeta, ajudar os cidadãos do mundo. Então eu faço o que posso. Não se preocupe comigo com o carma. Eu já sabia disso. Eu aceito isso. Estou disposta.

(Sim, Mestra, mas preferimos que Você não sofra tanto.) Oh, eu sei. Obrigada. Eu também prefiro o que você prefere. (Sim, Mestra.) Mas o que não pode ser evitado, não pode ser evitado. (Sim, Mestra.) Não se preocupe. Eu estarei bem. Estou bem. Eu sou uma garota grande. Lembra? (Sim, Mestra.) Eu sou forte por todas essas décadas, então nada pode me distrair. Não se preocupe. (Sim Mestra.) […]

Não é apenas carma, também não é seguro. É um risco. (Sim, Mestra.) Mas você não considera isso. Quando você vê seu vizinho sofrendo, você faz o que pode. (Certo. Isso mesmo. Sim.) E não é apenas a luta entre as forças físicas, é também entre o mal e o bem. Você pode ver isso. (Sim, Mestra.)

Você pode ver que esta guerra é realmente da força do mal. (Sim.) Oprimir uma nação, que não fez nada de errado para provocar isso, para merecer isso. (Sim.)

E neste país, as pessoas têm fé em Deus. Eles oram e acreditam que Deus está com eles. E eles acreditam que há intervenção Divina. (Sim, exatamente. Certo.) Tipo, eles viram algum relâmpago. (Isso mesmo, Mestra.) Você leu isso. Conte-me.

(Sim. Então, havia uma história sobre um dos jovens soldados ucranianos. Foi no meio da noite. E eles viram que os russos estavam se aproximando deles. Então, ele ligou para seu pai. E ele pediu ao pai, “Por favor, ore por nós. Estamos em uma situação.” Eles viram que seriam destruídos pelos russos.) Sim. (E então, depois, o pai contou a eles. Eles ouviram que, mais tarde houve como um relâmpago saindo do céu. Parecia que algum tipo de milagre havia acontecido. Como se houvesse um ataque de uma nave espacial. Então, na manhã seguinte, eles viram que todos os tanques russos e suas unidades móveis haviam sido destruídos por isso...) Por esse ataque, um relâmpago. (Sim, por esse ataque. Então, Mestra, parece que foi intervenção de Deus.) Sim, sim.

(É verdade?) Sim, é verdade. Eu te disse. (Uau.) Eu lhe disse que oramos por eles também. (Uau.) Nosso poder não é à toa. (Sim, Mestra. Certo.) Mesmo que não impeça a coisa toda, mas isso é alguma coisa. (Sim, Mestra.) Ajuda de muitas formas silenciosas ou óbvias.

E o povo ucraniano, eles têm fé em Deus. (Sim, Mestra.) Eles são um país religioso. (Sim, isso mesmo.)

E a Rússia eles parecem, não estou falando da Rússia, estou falando de Putin e sua gangue, que não acreditam em Deus; caso contrário, eles não teriam entrado e usado uma maneira brutal de tratar os inocentes ucranianos. (Exatamente. Isso mesmo.) Crianças e mulheres e idosos, igualmente. (Está certo.) Quando eles já estão fugindo, até. Não que eles estejam lutando ou tendo armas ou qualquer coisa. (Exatamente.) Eles estão desarmados. Fracos. (Sim.) Crianças, mulheres, idosos. Você pode ver isso na TV. (Sim, Mestra.) No noticiário. Eu não assisto TV. Acabei de ver no noticiário e isso já é o suficiente para mim. (É inacreditável que eles façam isso.)

Não são os soldados. É o comandante. (Sim, Mestra.) É de Putin. E depois de sua gangue. (Sim, isso mesmo.) Eles são como gângsteres. Pior que gângsteres. Gângsteres, eles não atacam ninguém. (Sim, Mestra.) Eles punem aqueles que são desleais a eles ou que lhes causam problemas. (Sim, Mestra.) Os ucranianos, eles não fizeram nada.

E o que mais me irritou é que a comunidade internacional não quer fazer nada para ajudar. (Sim, Mestra.) É realmente doentio. São todos simplesmente covardes. Continuo dizendo de novo e de novo. […] Então, isso também é uma luta entre o bem e o mal. (Sim. Certo, Mestra.) […]

Então, se alguém vier e tentar matar sua família ou bater em seu país, bater em sua família, você só tem que defendê-los. Isso é normal. (Sim, Mestra.) E sinto que a Ucrânia também é minha família. (Sim.) Mesmo que eu não tenha músculos, mas tenho o bocal, que é a nossa Supreme Master Television. Eu tenho que usá-lo. (Sim, Mestra.) E sua pergunta me inspirou a contar minha parte. Fazer a minha parte. Nós fazemos a nossa parte. Somos cidadãos do mundo. Devemos isso ao mundo. (Sim, Mestra. Sim, temos que fazê-lo.)

E você pode ver bem, esta é realmente uma guerra entre o mal e o bem. (Está certo. Exatamente.) Então, você não pode simplesmente dizer, “Oh, eu estou do lado bom e do lado positivo do poder,” mas quando você vê uma parte do lado bom em apuros, você apenas finge que não sabe? (Não. Não pode fazer isso.) Não está no DNA da sua consciência, está? (Não, não está, Mestra.) Não.

Então temos que fazer alguma coisa, dizer alguma coisa, pelo menos. Sim, o que pudermos. Oramos por eles também. (Sim, Mestra.) Usamos nossos meios pacíficos. Eu vi muitas vezes, eles dizem, “Oh, muitos tanques russos destruídos” e tudo isso. Mesmo que os soldados ucranianos não tenham feito muito. (Sim.) É por causa do deus do trovão. (Sim. Uau.) O deus do trovão, eles têm esse assim-chamado Vajra. (Oh.) É como um martelo. Eles podem usá-lo quando necessário, (Uau.) para destruir qualquer coisa. (Uau. É tão interessante.) Eles o chamam de Vajra. Isso significa diamante. Muito poderoso. (Sim.) Eles o chamam de Vajra, que significa diamante, indestrutível. Quando eles são empoderados, quando são ordenados a fazê-lo, eles podem. (Uau. Incrível.) Essa é a ordem do Céu. (Uau.) É verdade assim.

E estou feliz que os ucranianos tenham fé. E eu quero que eles continuem a ter fé no Céu. (Sim.) E quero que o Presidente Zelenskyy saiba que o mundo está com ele. (Sim, Mestra.) E nós estamos com ele, eu estou com ele. Não sei vocês, mas eu estou com ele. (Nós estamos, Mestra.) (Homem muito bom.) Um homem tão bom. (Sim, Mestra. Ele é. Ele realmente é.) Meu Deus.

E a OTAN, a UE e a América, meu Deus, atitudes tão desprezíveis. Ele estava chorando por socorro. (Sim. Certo.) Implorando por ajuda, pelo seu povo, pela sua nação. Todos eles fecharam os olhos. Todos os tipos de desculpas, seja o que for. O mundo livre, uma ova. Eles estão talvez muito livres, muito confortáveis. (Sim. Certo, Mestra.) Não é a casa deles, não é o país deles, não é o povo deles, não é a família deles – então eles não podem se importar menos. (Sim.) Eles não poderiam se importar menos. É isso que é. Eu me sinto tão doente. Tão enojada com toda essa atitude baixa. Atitude muito, muito covarde.

Mais alguma coisa que você quer me perguntar? (Sim, Mestra. Por que 58% dos russos apoiam a invasão da Ucrânia e apenas 23% são contra?)

Não acredite em todos esses comerciais. (Oh.) Você já sabe. Ele não deixa ninguém relatar nada! (Oh. Certo.) Só ouvem a rádio e TV estatal, (Sim.) e mídia. (Sim.) Apenas apoiado pelo estado. E só as notícias falsas. (Oh.) Assim como “uma operação especial,” e Lavrov, ministro das relações exteriores até se atreveu a falar na frente de todos: […] “Não estamos atacando a Ucrânia.” Porque ele disse, “Não vamos atacar nenhum outro país. Não estamos atacando nenhum país. Não estamos atacando a Ucrânia.” Enquanto suas tropas estão bombardeando todo mundo. (Sim, certo. Sim, Mestra.) Imagine, que mentira! (Certo.)

E mesmo que 58% dos… oh, não me importo com a porcentagem de russos que apoiam Putin, é tudo mentira. (Sim. Certo, Mestra.) Se eu for perguntar a todos vocês agora, quantos de vocês me apoiam, “Cem por cento, Mestra. (Sim. Isso mesmo.) Todos nós.” (Sim, Mestra.) Então, eles só podem ir e perguntar ao seu partido quantos o apoiam. Por que não cem por cento? Por que só 58%, isso é bastante modesto. Não acredite em todo esse comercial. (Sim, Mestra.) Cara, todo mundo sabe disso, mas ninguém faz nada. Isso é o que me marca.

(Mestra, a OTAN pode encontrar alguma desculpa para ajudar a Ucrânia?)

Claro, eles podem. Seus partidos deveriam estar preservando a paz, a liberdade e a democracia, e todas essas belas palavras. (Sim, Mestra. Isso mesmo.) Então, qualquer coisa a ver com a paz entre as nações; paz segurança, liberdade, democracia – qualquer coisa a ver com isso, eles podem proteger. (Sim, Mestra.) Também a guerra, já está perto de seus países. (Sim, isso mesmo. Certo.) A Ucrânia é vizinha de seu país, na fronteira. (Sim.) Basta atravessar a rua, e talvez então você esteja em outro país. Outros aliados da OTAN estão lá. (Sim.)

Não preciso de nenhuma desculpa. Se eu ver meus vizinhos serem assediados e brutalmente espancados ou crianças e mulheres mortas, eu faria o que pudesse. (Sim, Mestra.) Não peço nenhuma desculpa; Eu não preciso de nada. Não preciso de nenhuma brecha em nenhuma das leis para proteger meus vizinhos e defendê-los. (Sim, Mestra.) Especialmente quando eles estão clamando por ajuda (Está certo. Exatamente, Mestra.) lamentavelmente assim e eles podem ver que seus familiares estão morrendo, espancados e feridos, e não podem sair de sua casa mesmo para escapar. (Sim, Mestra.) Então, que desculpa mais você quer que a OTAN tenha? O que você acha? (Eles não têm desculpa.)

Tem um desenho animado. Um desenho animado é geralmente difícil de dizer com palavras, mas vou tentar. Durante o tempo dos refugiados aulaceses (vietnamitas), quando todos eles usavam pequenos barcos precários para sair, escapar e sair para outro país em busca de segurança e liberdade, que eles achavam que poderiam encontrar lá. E há um desenho animado sobre um chinês se afogando no mar. E há algumas palavras chinesas faladas, assim como dizemos, “Ajude-me” em inglês. (Sim.)

Alguns barcos estão passando, e o homem diz ao outro, “Não entendo o que ele está dizendo.” (Puxa.) “Não importa. Não entendemos o que ele está falando.” (Sim, Mestra.) O homem está desesperadamente acenando e espirrando com as mãos e pedindo ajuda em chinês. (Sim.) E eles se olham um para o outro com champanhe em suas mãos, (Oh, Deus.) algo assim. “Eu não entendo o que ele está dizendo. Você entende?" (Oh, Deus.) Como se nada tivesse acontecido.

Esta é a desculpa que a OTAN e o mundo estão tendo agora. (Certo, Mestra.) Semelhante. (Sim, Mestra.) Tão nojento. E não me arrependo de dizer isso. Eu realmente me sinto enojada com o mundo todo, assim-chamado livre. Esses “grandalhões” fortes. (Sim, Mestra.) Grande músculo para nada. Eu já te disse. Só tomando, mas não dando. (Sim.)

Então para que eles dão doações ou ajuda a qualquer outro país? (Sim, Mestra.) Isso não tem nada a ver com a OTAN. Nem são seus compatriotas. Por que eles saíram e ajudaram? (Certo. Sim.) Por que eles dão vacinas e arroz e pão e quaisquer doações que eles fazem para outros países? (Sim, Mestra.)

Da mesma forma, você tem que ajudar da forma que eles precisarem. (Certo.) Não esperar até perderem tudo e irem para outro país para ser como um mendigo, implorando por comida, segurança, e um teto sobre suas cabeças para seus filhos em barracas improvisadas e o que for. Então, vá lá como um grande, grande, grande país ou organização de caridade só para dar uma esmola, só para a câmera. (Certo. Sim, Mestra.)

Não quero dizer que não seja bom, mas é melhor não torná-los mendigos. (Certo, Mestra. Sim.) Melhor prevenir, que eles possam manter sua dignidade; cuidem de seus próprios negócios, façam seu trabalho em casa, e cuidem de si mesmos. (Sim, Mestra.) E quem sabe? Talvez um dia você precisará deles! (Certo. Você nunca sabe.) Porque todos dependemos uns dos outros. Quem sabe? (Sim, Mestra.) As marés às vezes mudam. (Sim.) Como eu disse antes, o que quer que você faça, você faz por si mesmo. (Certo. Sim, Mestra.) Mas o mundo gordo não entende isso. (Certo. Sim, Mestra.)

Alguma outra pergunta. […] (Embora a Ucrânia não faça parte da OTAN, eles apoiaram as operações de apoio à paz lideradas pela OTAN, como nos Bálcãs, na Bósnia e Kosovo Então, embora não façam parte da OTAN, eles têm ajudado todo esse tempo. )

Eu sei. Então, é uma pena que a OTAN os tenha recusado quando eles precisam de ajuda. (Sim, é verdade.) É uma pena e na verdade eu li que a OTAN os aceitou, só que eles não disseram quando. Então por que não agora? (Sim, certo.) Quando eles precisam disso. As pessoas estão se afogando e você prometeu a elas que poderiam entrar no seu barco e quando elas estão se afogando você diz, “Oh, não”. (Sim.)

Primeiro, você prometeu que eles podem entrar no barco e então quando eles estão se afogando, quando eles realmente precisam, você vira o barco. (Certo.) Isso não é vida inferior? (Sim, muito.) Sinto muito. (Sim, Mestra.) Bem, não sinto muito. É realmente de baixo nível, vida inferior. (Sim, Mestra. Certo.) Atitude de vida inferior. Não é digno de sua posição. Não é digno de nada. Até pessoas-animais, eles defendem uns aos outros. […] Temos tantos deles assim, e pessoas-animais também tentam ajudar os humanos, mesmo estranhos. (Sim.) Sim, muitos casos. […]

E a ONU? Normalmente eles enviam tropas de paz para qualquer nação em conflito. (Sim, Mestra.) Por que eles não estão fazendo nada? Porque a Ucrânia também é membro da ONU e a Rússia é um violador disso. Você não ataca seu próprio membro, (Certo. Certo, Mestra.) e até mesmo sem provocação. (Sim.) Só porque você tem músculos, você acaba atacando um de seus parentes em sua casa? (Certo.) Só porque são menores? Não está certo, está? (Não, não está.)

E a Rússia está no Conselho de Segurança da ONU e eles não pediram à ONU para concordar, se deveriam ou não atacar a Ucrânia. Mesmo que eles tenham uma boa desculpa para fazê-lo, o que eles não têm. (Sim, Mestra.) Eles não têm respeito, não respeitam o Conselho de Segurança da ONU ou o órgão da ONU como um todo, e então Haia queria questioná-los sobre matar mulheres e crianças assim. E eles desconsideraram isso. Se eu me lembro bem, eles nem compareceram. (Sim, Mestra.)

Este é um valentão do mal. Sem lei, sem respeito por nada. E o mundo inteiro só assiste. Isso é o que me irrita. Antes eles também estavam em guerra em outros países, mas depois o mundo se envolveu. (Certo.) Para ajudar e tudo mais, então nunca falamos muito. Porque é da conta deles se eles estão fazendo isso, eles estão fazendo o trabalho deles, então está ok. (Sim.)

Mas este, ninguém fez nada. Ninguém queria fazer nada. E até pararam outras pessoas que queriam ajudar a Ucrânia. (Sim.) Como a Polônia queria dar a eles alguns caças ou algo assim e a América os impediu. (Sim.) Você consegue ver o malvado Biden e sua gangue? (Sim, muito claro. Sim, Mestra.) Isso é o que me marca. Tudo isso. Toda essa injustiça, toda essa covardia.

E eu sinto muito pela Ucrânia. (Sim, Mestra.) Você está com problemas, está com dor, você pede ajuda, e todos fingem ser surdos e cegos. Isso, eles estarão em sua vida futura, se eles puderem nascer como humanos novamente. Porque eles têm olhos – eles não querem ver. (Certo, Mestra.) Eles têm ouvidos – eles os taparam. Não quero ouvir quando as pessoas em apuros estão pedindo ajuda. Tão nojento! Esses assim-chamados líderes são tão nojentos. (Sim, Mestra.) Eu quero dizer isso na cara deles. […]

Então, Rússia é a que precisa ser consertada. (Sim.) Porque os russos violam o Capítulo das Nações Unidas, que é pela paz, harmonia, (Sim, Mestra.) e segurança para todos. (Certo.) Não defende a guerra e a violência. E nem tem desculpa. E mesmo sem provocação. (Sim, Mestra.) E todos eles fecharam os olhos assim. Isso é nojento. Você não acha? (Sim. Sim, isso é, Mestra.) Acho que sim. Não me importo se alguém concorda comigo ou não. Isso é nojento. Desprezível. Não conheço outras palavras para usar. Não conheço nenhuma palavra pior para rotulá-los. […]

Rússia, eles já deveriam levá-los para Haia. Eles não podem estar apenas bombardeando pessoas; ou crianças, mulheres assim, no meio da estrada de evacuação. (Sim, Mestra.) Eles estão desarmados. (Sim.) Essas pessoas, elas são desprezíveis. (Absolutamente.) Mesmo os criminosos, a polícia não atira nas pessoas, não mata as pessoas quando estão desarmadas. (Certo, Mestra. Sim, Mestra.) Você conhece os criminosos, até. (Sim, Mestra.) Isso não é permitido.

E aqui, a Rússia está quebrando todas as leis – lei internacional e lei penal. E as pessoas não fazem nada, apenas deixe-as continuar, deixa Putin continuar a matar mulheres e crianças assim. (Sim. Certo.) Isso é desprezível. (Realmente.) Continuamos orando.

(Mesmo quando ele lhes prometeu segurança, ele ainda os mata.) Sim! Essa é a coisa. Eles concordaram, prometeram, assinaram e selaram, “Vou abrir o corredor para eles irem.” Mas ainda os bombardeia quando estão juntos assim, (Sim.) quando estão no meio da estrada. Não há abrigo, nem proteção, nada; e é visível. Tão fácil matar pessoas assim. Isso é desprezível. Está além da covardia. (Sim, Mestra.) Então eles devem ser do inferno. (Muito mal.)

Portanto, eu lhe disse que isso está entre a força do bem e a força do mal. Não é apenas uma luta normal. (Sim, Mestra.) Qualquer outra guerra, eles não fazem isso. Eles não bombardeiam civis. Talvez alguns, mas um erro ou algo assim. (Sim, Mestra.) Mas normalmente as pessoas não fazem isso. Mesmo durante a guerra. Eles não bombardeiam prisioneiros de guerra. Eles não os matam. Para não falar de civis. Nem mesmo prisioneiros de guerra. (Sim, Mestra.) Oh, desprezível, mau e infernal.

E você acredita que 58% dos russos o apoiam. (Não. É tudo mentira.) Que B.S. PR. (relações públicas). (Sim, exatamente, Mestra.) Eles cantam sua própria música agora. Todas as notícias da CNN e BBC ou qualquer outra já foram feitas. Eles dizem o que querem. (Certo, Mestra.) Quem está lá para contar quantos por cento? (Exatamente.) […]

Todos esses assim-chamados líderes nojentos do mundo. Eles não têm vergonha, nem moral. E o mundo simplesmente tolera isso assim. Isso é semelhante. (Sim, Mestra.) Então as pessoas verão isso como uma mentalidade semelhante. Se você apoia alguém que é ruim, isso significa que você tem o mesmo nível de mentalidade, de pensamento. (Sim, Mestra.) Então, não é espantoso que o mundo inteiro pense assim? (Sim, é.) Tolerando-o, apoiando-o, apenas por um meio diferente, de uma maneira diferente. Como apoiar o matador, o assassino, (Sim.) o ladrão, o agressor. E então não importa se as crianças e as mulheres morrem ou não.

Oh cara. Todo este carma estará sobre eles, para que experimentem de alguma forma, nesta vida ou na próxima, que sua família será assim. (Uau!) Porque eles têm os meios e não os usam para proteger pessoas inocentes. […]

Na verdade, a OTAN, eles têm desculpas suficientes, eles simplesmente não querem usá-la, de alguma forma. Não há necessidade de esperar até que a Rússia bombardeie uma de suas nações para contramedir a guerra. Porque, na Ucrânia, milhões de refugiados estão indo agora para seus vizinhos ao lado, que são países da OTAN. Isso perturbará sua paz, perturbará sua economia, perturbará seus negócios – muitas coisas, e a infraestrutura pode não ser suficiente para abrigá-los.

Por exemplo, as duas maiores cidades da Polônia já estão alertando que não podem mais absorver refugiados ucranianos. (Oh.) Essa é uma desculpa boa o suficiente. (Sim.) Mesmo que você não precise de nenhuma desculpa, mas essa já é uma das desculpas. Isso já está atacando a economia da Polônia, a capacidade das infraestruturas, a paz, e a estabilidade. Tudo será afetado pelos refugiados que chegam em massa assim. (Isso é verdade, Mestra.) Tudo de repente. (Sim, Mestra.) Não houve tempo suficiente para a Polônia ou outros países próximos à Ucrânia prepararem infraestrutura e assentamento para eles. (Sim, Mestra.) Até as duas cidades maiores já, na Polônia, dizem que não podem mais cuidar dos refugiados da Ucrânia. (Uau.)

Oh, nenhum país pode. (Sim, Mestra.) Mesmo o país mais rico do mundo, eles não estão preparados. Então, isso já é como um transbordamento da guerra, que está perturbando a paz da Polônia. Isso é o suficiente. (Sim, Mestra.) Mesmo que precisem de alguma desculpa. Então, há muito mais desculpas porque a guerra na Ucrânia afetará a paz de espírito de todos os seus vizinhos, (Isso mesmo.) tranquilidade mental, e foco em seu emprego, em seu trabalho. As pessoas se sentirão assustadas e nervosas, vivendo ao lado de uma zona de guerra, e nem saberão quando isso se espalhará para o seu país, ou quando explodirá próximo à sua área. (Sim, com certeza.) Então isso já é o suficiente.

Meu Deus. Que tipo de bando de… estou sem palavras. Eles devem ser idiotas, ou preguiçosos ou simplesmente apoiadores puros do mal. (Sim, Mestra.) Eles dizem que estão dando algumas armas à Ucrânia e tudo mais. Como eles podem parar a Rússia de bombardeá-los, mesmo com algumas armas? (Está certo.) Só uma zona de exclusão aérea não fará mal a nada. (Não, Mestra.) Mesmo que isso doa, já dói. Isso já prejudica as outras nações próximas – os membros da OTAN. (Sim, Mestra.) Todos esses covardes, isso me deixa doente. Acho que todos deveriam sair de suas posições, ir para casa, acarinhar suas esposas, seja o que for. Porque eles não são dignos de sentar lá e assistir o derramamento de sangue na frente deles, dos inocentes. Tão doentio. Tão nojento pensar nisso. Você entende? (Sim, sim, Mestra. Eu entendo.)

Mesmo se você nunca quis brigar com ninguém, mas se um bebê fraco, uma criança fraca na sua frente está sendo espancada por um grande valentão, como com a história russa, semelhante, então você tentaria algo para proteger aquela criança, não? (Sim, teríamos que fazê-lo.) Esse é o instinto básico da camaradagem humana. (Sim, isso é.) Oh, tão repugnante, tão feio! Meu Deus. Todos eles deveriam desistir, deveriam ir para casa! […]

Falar sobre o princípio deles é proteger a segurança das pessoas, a paz, e seja o que for. Todas as boas palavras, todas as coisas que eles estão supostos fazer e deveriam fazer. Mas agora os países da OTAN não estão em paz. Claro que não! Como você pode ficar em paz quando a casa do seu vizinho está pegando fogo? (Isso é verdade.) E seu país vizinho é atacado por um país maior, muito, muito, mais massivo e mais brutal do que aquele pequeno país ao lado do seu. (Sim, Mestra.) E então agora o infortúnio deles também está se espalhando para sua casa, seu país. Um país é como uma casa, as pessoas vivem juntas nela. Como os refugiados chegando em massa assim, como eles podem ter tempo suficiente para se preparar? (Sim, entendo.) E isso influenciará negativamente a economia, a paz e o modo de vida organizado do país anfitrião. Tudo vai virar de cabeça para baixo, também. (Sim, Mestra.)

Isso também é um tipo de guerra. (Está certo.) Guerra indireta. Você não precisa nem ir e matar pessoas para fazer guerra. Você está matando eles enviando milhões de refugiados para seu país despreparado. (Sim, Mestra.) De repente, os países da OTAN têm que aceitar agora refugiados ucranianos, Romênia, Polônia, nas proximidades. (Sim, sim.) Os países próximos, os países vizinhos.

De repente, eles têm que arcar com essa responsabilidade. Não é culpa deles! (Não, não é.) Eles não merecem todo esse fluxo repentino de refugiados, que chegam com todos os tipos de necessidades. Médicas, emocionais e mentais, todos os tipos de necessidades. (Sim, Mestra.) Alguns estão feridos, alguns estão doentes, alguns estão adoecidos, alguns estão chocados, alguns estão fracos, alguns são velhos, algumas grávidas. Todos os tipos de coisas com as quais eles têm que lidar. Isso não é justo para os países da OTAN próximos. (Sim, Mestra. Não é justo.)

Este é o tipo de guerra que já estourou. E não sei quanto mais problemas os países da OTAN terão que suportar para que a OTAN realmente faça algo. Mesmo apenas para bloquear o céu para que a Rússia não bombardeie em cima das crianças, mulheres, e pessoas vivas! É o mínimo que poderiam fazer. (Sim.) Imagine, a Rússia chega a qualquer hora, bombardeando em cima deles, para onde eles iriam? Como eles se protegem? (Isso mesmo.)

Não me importo com o que a OTAN diz, eles não têm espinha. Eles não têm coragem. Os líderes da OTAN, eles não têm nada! Nada digno de sua posição. Eles deveriam ter vergonha de si mesmos. Vão para casa, use a saia. Se eles não tiverem uma, peça emprestado da esposa ou namorada deles, ou da mãe, pelo menos para mostrar alguma vergonha. Deixando as pessoas morrerem na sua frente e dando todos os tipos de desculpas estúpidas e esfarrapadas! Deus está de olho em você! Os Céus estão escrevendo todos os seus erros. Espere até encarar seu Criador, e então você saberá o que estou dizendo. Eles deveriam ir embora. Vão! Vão com vergonha. (Sim, Mestra.)

Quero dizer, não apenas refugiados humanos da Ucrânia. Há também animais de estimação, pessoas-animais refugiados e todo tipo de trauma que sobrou de suas memórias desde que deixaram a Ucrânia, também. Assim, todos os países vizinhos, ou países da OTAN, estão tendo que lidar com essa guerra não reconhecida; não se trata apenas de lutar ou bombardear. (Sim, Mestra.) Todos esses problemas, caos e tanta inconveniência e sofrimento, os países vizinhos também devem compartilhar, querendo ou não. (Sim.) Então, tudo isso pode ser contado como guerra. Como danos aos países da OTAN. Não sei que desculpas a mais eles querem. Eles realmente esperam até que a Rússia bombardeie os países da OTAN para chamar isso de guerra? (Espero que não.) Não! Não! […]

Você não precisa ter nenhuma desculpa para tirar a pessoa insana. Se um homem ou uma mulher é insana por algum motivo, e depois destrói a casa e bate nas famílias e causa problemas, também para a vizinhança, então, ele pertence a um manicômio. (Sim.) Não há necessidade de sentar lá e argumentar com ele. Se ele está empunhando uma faca em você, então você precisa encontrar uma maneira de controlar isso. Você não pode simplesmente se preocupar em ter medo da faca e não fazer nada. Se o homem é insano e já está prejudicando as pessoas, não há necessidade de raciocinar ou ter qualquer desculpa para derrubá-lo. (Entendo.) Ou seja, capturá-lo, levá-lo para algum lugar que ele pertença para que ele possa ser curado ou melhorado.

Até que ele esteja seguro para os outros, ele não pode ser libertado. Não há necessidade de sentar lá e raciocinar ou ter medo dele, se você tem uma grande vizinhança reunida. (Sim, Mestra.) Você não pode ter medo de um homem, quando vocês são muitos! Não entendo a lógica do raciocínio deles. (Sim, Mestra.) Você não pode falar sobre lei ou respeito ou ordem para um louco, (Isso mesmo.) porque ele não responde do jeito que você responde. Então, você só tem que lidar com isso de acordo com a situação. Nem sempre com burocracia e protocolo. (Sim, Mestra.) Caso contrário, o mundo inteiro está louco, ouvindo um homem, (Sim.) um homem maluco. (Sim, entendo.)

Então, nesta situação, todos deveriam ver claramente que Putin está louco. Porque nenhum líder normal e sensato faria o que fez com a Ucrânia. (Isso mesmo.) Então, para um louco, você tem que ter um método diferente de lidar com ele. Você não pode apenas raciocinar, falar logicamente, ou falar sobre lei e ordem com ele. (Sim, Mestra.)

O mundo tem que dar uma mensagem de alguma forma à população russa. Diga-lhes para denunciar Putin. Ele não é seu líder digno. E todo o exército russo, não dê ouvidos a Putin. Não desperdice sua bela juventude para lutar por esta guerra cruel e sem sentido. Para que vocês têm que sacrificar suas vidas por algo que é baixo, baixo, baixo, muito abaixo de sua dignidade, idealismo e nobreza. Vocês devem sair da guerra! Vão com o governo da Ucrânia; eles não fazem mal a vocês, vocês já sabem de tudo agora. Eles não fariam nada com vocês se vocês simplesmente se rendessem. Não continue a ouvir Putin e cometer crimes de guerra, e um crime na lei do Céu também. Todos vocês são boas pessoas. Vocês são muito jovens e bonitos. E você tem o ideal de proteger seu país, mas essa não é a causa. Esta é uma guerra do mal e perversa que você está lutando.

Um líder normal jamais ordenaria que seus soldados bombardeassem, atacassem civis. Durante nenhuma das guerras, até guerras sérias, guerras mundiais, os líderes não ordenaram que os soldados fizessem isso. Então, vocês, nobres soldados russos, e líderes do exército, por favor…. Putin está louco. Não sacrifiquem suas preciosas vidas por causa de um homem louco. Não sacrifiquem os vizinhos ucranianos, pessoas boas, pessoas que amam a paz, só por causa de um homem louco. Porque você também terá que responder a Deus se fizer o mesmo, se obedecer a ele, ouvi-lo e matar pessoas inocentes, ou se matar.

“ Russia - March 2022 Protestors: Não à guerra! Não à guerra! ”

Vocês precisam denunciar Putin, e não lutar mais contra o povo ucraniano. Eles eram seus vizinhos. Eles são bons vizinhos. Eles não fizeram nada de errado com você e seu país. Por favor, por favor, vocês devem saber que Deus está observando, o Céu está observando. O que vocês estão fazendo está errado. Vocês não estão errado, mas seu líder, o assim-chamado líder, Putin, está errado. Se um líder está errado, vocês não precisam ouvi-lo, porque ambos estarão errados, e ele os arrastarão para o inferno junto com ele.

Então, por favor, parem. Parem a guerra agora, imediatamente para salvar sua própria vida, para salvar a honra dos russos e para salvar a Ucrânia e o povo ucraniano. E salvar o mundo de todo o sofrimento desnecessário através da guerra de diferentes maneiras. Muito obrigada.

“ Russia - Media report from Guardian News Mar. 4, 2022 Protestors: Não à guerra! Não à guerra!

Protestor (f): Eu não quero essa guerra. Quase ninguém aqui quer. Quero que o mundo inteiro veja que não queremos. Não queremos que isso pese em nossa consciência por décadas.

Protestors: Não à guerra! Não à guerra! Não à guerra!

Protestor (m): Todo mundo tem o dever de não ficar calado sobre o que está acontecendo e se manifestar contra isso.

Protestor2 (f): Isso é um crime contra a Ucrânia e a Rússia. Acho que está matando tanto a Ucrânia quanto a Rússia. Estou indignado. Não à guerra!

Protestor3 (f): A guerra deve ser interrompida. Deve ser. É uma loucura o que está acontecendo agora. Todos devemos gritar: “Não à guerra!” Devemos sair porque não pode acontecer de outra maneira. Não só perderemos a Ucrânia, mas também a Rússia. ”

Também amamos a Rússia. Nós amamos os russos. O mundo inteiro está apenas contra o Putin agora. Ore a Deus para proteger você. Por favor, não lute mais. Sua vida é preciosa, sua esposa, seus filhos, seus pais, sua mãe, seus amigos estão esperando por você em casa. Basta sair da guerra e então você pode estar em casa em breve. Ore a Deus, ore a Deus, ore a Deus.

Host: Mais Misericordiosa Mestra, nossa eterna gratidão por compartilhar Sua sabedoria e compaixão Divina durante este período difícil. Oramos para que os líderes de todo o mundo usarão rapidamente o bom senso e forneçam proteção à Ucrânia impondo uma zona de exclusão aérea, em apoio ao rápido fim da guerra. Que a Mestra esteja sempre abrigada em segurança, paz e saúde abundante, sob o apoio nutrido de todos os Seres Divinos.

Para ouvir a discussão completa com a Suprema Mestra Ching Hai sobre a crise devastadora na Ucrânia; bem como saber se todos os discípulos são verdadeiros praticantes espirituais, ou se alguns têm intenções negativas; e quem é o único que pode suportar o carma do mundo – por favor, sintonize em Entre Mestra e Discípulos na sexta, 18 de Março de 2022, para a transmissão completa desta conferência.

Além disso, para sua referência, verifique as Notícias de Última Hora / conferências Entre Mestra e Discípulos anteriores, como:

Notícias de Última Hora:

Os Ingredientes Necessários para Despertar Nosso Poder de Deus Interior

Informações Importantes do Chefe do COVID

Valorize a Vida Dos Outros Fazendo a Paz

Pensamentos da Suprema Mestra Ching Hai sobre a Situação Urgente na Ucrânia

O Mundo Deixou a Ucrânia para Lutar Sozinha

Países Poderosos Devem Ser Corajosos e Ajudar a Ucrânia

Entre Mestra e Discípulos:

O Trabalho Corajoso da Suprema Mestra Ching Hai para o Mundo

As Pessoas Precisam de Líderes Verdadeiros, Fortes e Sábios

As Mulheres precisam Ser Protegidas e Respeitadas

Um Presidente Deve Proteger a Vida de Seu Povo

A Vingança Nunca Traz Paz

O Verdadeiro Jihad

Ser Vegano Traz à Tona Nosso Amor e Benevolência

Compaixão Real e Padrões Morais São a Solução Real

Governos em todo o Mundo Devem Apoiar a Ucrânia

Assista Mais
Lista de Reprodução
Compartilhar
Compartilhar Para
Embutir
Iniciar em
Download
Celular
Celular
iPhone
Android
Assista no navegador do celular
GO
GO
App
Escanear o QR code, ou escolha o sistema de telefone certo para baixar
iPhone
Android