A Seguir

Entre Mestra e Discípulos

Acorde e Seja Vegano neste Momento de Limpeza, Parte 3 de 6

2020-07-22
Idioma:English

Episódio

Detalhes
Download Docx
Leia Mais

Crianças quando eram mais jovens, talvez até cinco, sete, oito, elas ainda se lembram de sua vida passada, ou elas se lembram do Céu, ou elas se lembram de Deus. Havia uma estória que eu já lhes disse, que os pais ouviram a criança de quatro anos pedir à criança de dois anos, "Diga-me por favor como Deus se parece. Eu já comecei a esquecer."

( Você esteve em retiro, Mestra, e Você pode ter mais revelações surpreendentes. Claro, Mestra, ficaremos muito felizes em saber. ) Você também pode vê-lo nas notícias. Como a Coreia, houve explosão de algum edifício no próprio país deles, e agora está em paz novamente. (Sim, Mestra.) Assim mesmo. E algum outro país também. Só um pouquinho aqui e ali. (Sim.) Caso contrário, os países são pacíficos, muito mais pacíficos do que antes dos anos 50, certo? (Sim.) Um momento. Talvez eu tenha algo no meu diário. (Obrigado, Mestra.) Eu vou olhar. Ok? (Obrigado, Mestra.) Fique. Sente. (Sim.) Vou fazer carinho na sua barriga quando eu voltar. Há algumas notícias esperançosas também, porque eles estão testando vacinas já. (Sim, eles estão.) Na Inglaterra e também na América. (Sim.) Então, talvez tenhamos esperança. Uma lagartixa me disse, "Seja feliz, discípulo zeloso saiu.” Eu sei quem. Então foi o que ele disse. “Era como se um jugo tivesse sido removido do meu ombro.” (Uau, Mestra.) Blá blá blá. Essa é uma coisa negativa. Mas porque a lagartixa, ele me lembra. Isso foi no dia 24, Quarta-feira e todos os problemas vieram de uma vez. Eu perdi um dos trabalhadores e depois o cuidador dos cães teve um acidente como esse, não pode trabalhar e então o outro deve partir em breve. Oh! E outras coisas Eu não posso lhes contar.

 

Eu costumava escrever à mão o tempo todo. (Sim, Mestra.) Eu não sabia como mover o mouse. E agora estou fazendo isso por todo o computador. (Uau! Maravilhoso.) Eu digito tudo sozinha. (Maravilhoso!) Com um dedo e meio. (Uau!) Mestra, é maravilhoso.) Eu cometi erros mas é tão fácil de corrigir. (Sim, Mestra. Maravilhoso.) (É ótimo ouvir isso, Mestra.) Tudo está muito claro. Melhorando o tempo todo. (Sim, Mestra.) Retiro também tem um propósito bom. Tipo, mesmo para mim, muitas coisas se tornam mais claras. Soluções. Ou mais melhorias para Supreme Master TV. (Sim, Mestra.) De tal e tal e tal maneira. Se isso não lhe diz respeito, você não saberia. (Entendo.) Porque eu apenas passo a mensagem para qual quer que seja o departamento em questão. (Sim, Mestra.) Portanto, nem todos vocês saberiam disso. (Sim, Mestra.) Mas vocês verão algumas mudanças, aqui e ali. (Sim, Mestra.) Melhor. Por exemplo, eu disse a eles que a introdução antes da piada deveria ser um pouco mais relaxada e engraçada. (Oh certo. Sim.) Nem sempre é o mesmo. (Sim.) E eu escrevi talvez cerca de 30 e poucos exemplos para eles. (Sim.) (Uau, Mestra.) Eles podem escolher o favorito deles e depois continuar naquela direção. (Sim.) Caso contrário, é muito chato, sempre o mesmo: "Agora é a hora de uma piada. Ha! Ha!” Sempre o mesmo, certo? (Sim.) Quase. De vez em quando, eles colocam mais uma vírgula ou mais um ponto nisso. Caso contrário, é semelhante o tempo todo. (Sim.) Parecido com a "Dica do Dia". Vocês viram que está diferente nos dias de hoje? (Sim, Mestra.) Eu os escrevi. (Uau, Mestra.) Apenas cinco ou seis deles primeiro, e depois eu coloquei outros 30 e poucos. (Sim.) Mas eu disse a eles para colocar uma voz legal nele. Eles apenas leem da mesma forma, quase como antes, oh homem! Eu disse, "Tem que ter a voz legal. " Eu anotei isso. Eu escrevi assim. Eu disse, "Deve acompanhar com uma voz legal." (Entendo.) Por exemplo, se fosse eu, Eu diria como uma das introduções, eu diria, “As pessoas estão loucas apaixonadas por mim porque sou vegana! Agora você experimente! Assim. Mas eles dizem, "As pessoas estão loucas apaixonadas por mim porque sou vegana! Agora você experimente!” Talvez seja o humor deles. Talvez eles queriam... Talvez eles tenham feito isso de propósito, porque é tão engraçado. Engraçado não ser engraçado! Vocês entenderam? (Sim, Mestra.) E então, algo assim, eu escrevi assim. E também escrevi como, “Você pode dizer quantos anos eu tenho? Não, você não pode. Porque sou vegana, Tenho só metade da minha idade!" Algo parecido. (Sim.) Tem que ser mais, tipo, tipo de voz bem-humorado. (Sim.) Hábitos morrem com dificuldade. Já é bom que eles possam ler. Está melhor agora.

 

Mesmo digitando devagar, mas não tem erro. Porque antes quando escrevia à mão, às vezes escrevia muitos "t" ou menos "s". Porque eu escrevia muito rápido, às vezes não vê muito bem. E então a pessoa que me ajuda a digitar não digitava bem. (Sim.) Então normalmente, tenho que escrever à mão e depois algum correio apenas vem e busca e traz de volta para o escritório, e alguém tem que digitar. (Sim, Mestra.) E depois eles têm que trazer de volta para mim para verificar se eles digitaram ou não corretamente. Leva muito tempo! E então se eu corrigir uma ou duas palavras já, próxima vez eles cometem outro erro, algumas outras palavras. Como sem fim. (Sim.) Às vezes não sei se devo ou não rir ou chorar. Porque tão cansativo. E agora eu mesmo digito, mesmo que seja lento, mas com certeza. Veem o que estou dizendo? (Sim, Mestra.) Raramente algum erro, de maneira alguma. Talvez eu aperte por muito tempo então se torna dois ou três "s" mas se eu vir, eu apago um. Mas normalmente nada, até agora nada, Não vejo quase nenhum. (Uau.) (Sim, Mestra.) Quase nenhum. Talvez um "s" a mais, mas vocês entendem isso. Por exemplo, eu digo "saudação". (Sim, Mestra.) "Eu te saúdo", com dois "s" então você deveria saber que não pode ser dois "s". “Deve ser a Mestra que digitou muito rápido ou muito nervosa." Porque o computador, eles têm mentes próprias! Eu quero escrever aqui embaixo, por exemplo, no meio do caminho, e eu não sei, eu apenas aperto um botão e este pula todo o caminho para o topo da página! Isso acontece com vocês? (Às vezes, sim.) Para vocês, às vezes. Para mim, muitas vezes! Acho que o computador sabe que eu sou amadora, então tenta me provocar. Mas me sinto mais feliz agora porque posso ser mais independente. Eu não gosto de ser dependente. Dependente me faz me sentir muito mal. Quero dizer, faz todo mundo se sentir mal. Porque ninguém faz exatamente o que você queria que fosse feito. (Sim, Mestra.) Geralmente não. E então isso causa frustração. Frustração e dor de cabeça e mau humor. Estou mais feliz agora, mesmo que eu trabalhe mais e digite mais devagar e tudo isso, mas tenho certeza do que escrevo, e eu sei o que é isso, e ninguém comete mais erros. (Obrigado, Mestra.) (Estamos felizes também, Mestra.) (Maravilhoso, Mestra.) Você pode ver isso, se você receber algo e você não vê erro, sou eu, sua Mestra! (Obrigado, Mestra.) Muito, muito profissional agora, com um dedo e meio! Porque o outro dedo às vezes tem que pressionar um botão ou algo assim, e o outro dedo, eu digito.

 

Ou às vezes eu tenho que digitalizar as notícias e tudo aquilo para o outro grupo ver, ou para que eu possa ler para vocês, algo parecido, para que vocês possam ter cuidado e se protegerem. Até a OMS (Organização Mundial da Saúde) continua dizendo às pessoas que não é seguro. (Sim.) (Não é seguro, Mestra.) Você precisa realmente se proteger. Ainda não está seguro. Este não foi embora; continua chegando! (Sim, Mestra.) Antes, era pouco mais de um milhão (de casos de COVID-19) e sentimos, "Uau!" E agora são mais de nove milhões, acho que já são talvez dez, oficialmente. (Sim, Mestra.) Mas não oficialmente, é mais do que isso. (Sim.) Três vezes, pelo menos, mais do que isso. (Sim, Mestra.) Não entrei em detalhes, mas eu sei muito, muito mais que nove milhões. (Sim, Mestra.) (Sim, isso é verdade.) Então, isso não está nos deixando ainda. (Sim, Mestra.) Eu quero lhes dizer isso em caso de vocês colocarem isso na [Supreme Master] TV para o nosso povo. (Entendo, Mestra.) Pessoas de fora, Não espero que eles me escutem. Espero que sim mas não sei se eles sabem, porque eles realmente não me conhecem e eu não sei se eles acreditam em uma mulher de idade como eu dizendo o que. "Quem é você para dizer o quê?" Eu digo tudo isso para as pessoas, para que tomem mais cuidado. Não é divertido ficar doente, especialmente esse tipo. (Sim, Mestra.) Isso te acaba, e te tortura antes disso. (Sim, Mestra.) Espero que eles escutem, as pessoas fora do nosso grupo, mas eu não imagino. Mas ao menos nosso pessoal, eles sabem. (Sim, obrigado, Mestra.) Porque realmente ainda é muito urgente. (Sim, Mestra.)

 

Muitos países eles não testam as pessoas, ou testam menos, ou testam só um pouco, porque eles não querem que a cota seja alta. (Sim.) Caso contrário, eles não poderão reabrir. (Sim, Mestra.) Mas isso não é muito aceitável na verdade, porque enviamos crianças para a escola! (Sim, Mestra.) Isso não é legal. É fácil para elas ficarem doentes quando elas se agrupam. Na história, era assim, como com a gripe Espanhola. O grupo de crianças têm mais infecção. Se elas vão para a escola, elas vão infectar uma a outra porque os números são grandes. E depois elas vão para casa, infectar outras crianças, infectar os membros da família delas. (Sim, Mestra.) Essa foi a experiência com a gripe Espanhola. Mas o governo também não pode fazer muito. Se eles continuarem isolando as pessoas, eles terão até uma revolução. E eles já têm muito em mãos no momento. Eles têm protestos acontecendo em toda parte, sobre muitas coisas: sobre a pandemia, sobre racistas, até em muitas estátuas, estátuas que eles querem derrubar ou trazer à tona. Está caótico lá fora. (Sim, Mestra.) Estamos seguros em nosso próprio nicho; nós não sabemos disso. Mas você pode ver isso nas notícias, se você ler as notícias. (Sim, Mestra.) Vocês podem, certo? Vocês são espertos. Eu sou a única que não sabe como pegar as notícias. Algum rapaz colocou alguns aplicativos para mim no meu iPhone. Eu tenho meu iPhone há dois anos, ou dois, três anos atrás, finalmente. É bastante conveniente para mim agora. Imagine, sua Mestra é tão inteligente agora! (Sim, Mestra!) (Estamos orgulhosos de Você, Mestra!) (Ótimo, Mestra!) Sim. Batam palmas, batam palmas! Sim,sim. Espírito de apoio. (Nós estamos, Mestra.) Me faz continuar, continuar. (Sim, continue, Mestra.) Mais independência é bom para mim Estou de bom humor. (Sim, Mestra.)

 

Você sabe, é por isso que a maioria das crianças, como adolescentes, não só porque seu corpo está crescendo muito rápido para eles lidarem, é também porque eles são muito dependentes dos pais ou nos adultos, no cuidador deles ou pai adotivo, pais, quem quer que seja. Porque eles são muito dependentes. As crianças, porque elas são novas no nosso mundo. Quando elas eram bebês, elas ainda se conectam com os Céus. E quando eles são adolescentes, eles ainda têm essa memória subconsciente persistente da liberdade, dos Céus. Se eles não são do inferno, claro. Então, nascer no corpo, já parece restrito. (Sim, Mestra.) E então você tem que pedir permissão para tudo. E quase tudo que você faz está errado. Os adultos sempre apontam para você que você faz isso errado, você faz aquilo errado, mas eles não dizem, você faz aquilo certo, você faz isso certo. Geralmente não. (Entendo.) Então, eles se sentem muito, muito restritos. (Sim, Mestra.) E então eles têm que pedir permissão para sair. Mesmo apenas para sorvete (vegano), você tem que pedir dinheiro, se um pai ou mãe dá ou não, ou quer ver este filme, não pode; vai ver aquele filme, não pode. Tudo eles precisam pedir permissão, quase. Até saírem com os amigos, têm que ser num certo tempo e depois você tem que voltar. (Sim, Mestra.) Caso contrário, você não tem mesada mensal ou mesada diária, ou seu computador é tirado, ou seja o que for depois. Ou aterrado no seu quarto. (Sim, Mestra.) Significa, não pode sair. Como o isolamento agora. E às vezes as crianças não fazem nada errado, é apenas a situação que faz isso parecer que elas estão erradas. (Sim. Entendo.) E eles não sabem como se expressar. Isso aconteceu comigo, é por isso que eu sei. (Sim.) Você não sabe como se explicar. Você não sabe como se defender. Então isso fica preso, e é sufocante e frustrante. É por isso que crianças, quando elas estão crescendo, adolescentes, elas se tornam difíceis. (Entendo. Sim, Mestra.) Você consegue entender o porquê, certo? (Sim, Mestra.)

 

Não porque elas são ruins ou qualquer coisa, apenas algo dentro delas não pode se sentir livre. E se sentem tão limitadas por muitas coisas neste mundo. De onde elas vieram era diferente. (Sim, Mestra.) Crianças quando eram mais jovens, talvez até cinco, sete, oito, elas ainda se lembram de sua vida passada, ou elas se lembram do Céu, ou elas se lembram de Deus. Havia uma estória que eu já lhes disse, que os pais ouviram a criança de quatro anos pedir à criança de dois anos, "Diga-me por favor como Deus se parece. Eu já comecei a esquecer." (Uau.) É verdade, poderia ser verdade assim. (Sim, Mestra.) Quando eu era mais jovem, eu ouvia esta vibração (Celestial) interior, melodia (Celestial) interior, o tempo todo. (Uau!) E eu olhava para as estrelas, eu pensava que é o som das estrelas. (Uau!) Pensava que estrelas, elas criam música, elas fazem barulho, elas criam som. Isso foi o que eu pensava quando eu era criança. (Sim.) Então, eu sempre olhava para as estrelas. Eu queria que elas soubessem que eu as ouvia. Eu queria dizer que elas são lindas, lindas. E eu também pensava que a Lua e o Sol também criavam música. Porque isso está em todo lugar. Mas é claro, somente quando eu estava acordada, eu ouvia isso. Quando eu dormia, talvez eu não saiba que eu ouvia. Quando eu estava acordada, eu via as estrelas então eu pensei que são as estrelas que criam esse tipo de som. E então, quando eu estava acordada, eu via o Sol, pensei que o Sol criava isso. (Entendo.) Ou a Lua criava isso. Enfim, a idade inocente é adorável.

Assista Mais
Episódio
Lista de Reprodução
Compartilhar
Compartilhar Para
Embutir
Iniciar em
Download
Celular
Celular
iPhone
Android
Assista no navegador do celular
GO
GO
App
Escanear o QR code, ou escolha o sistema de telefone certo para baixar
iPhone
Android